Sweet Chariots.

November 16, 2013 § 3 Comments

Uma das coisas que o Rugby me apresentou foram os hinos extra-oficiais dos times. Destaque pros hinos dos times da Inglaterra e da Nova Zelândia.

A Nova Zelândia, com seu famoso Haka (que se traduz literalmente por “dança” e não por “música” ou “hino”, o que me faz me sentir levemente estúpido de citá-lo como hino) fez fama a ponto de as pessoas acharem que eles são OS melhores do mundo. São um dos, mas não OS melhores.

Já a inglaterra, com sua esquadra de loirinhos com cara de David Beckham desafetado e uma rosa bordada no peito escolheu um hino gospel que atende pelo título desse post: “Sweet Chariots”.

Deixadas de lado as sutis diferenças entre ambos (“matar, matar, é viver, é viver” x “balancem suavemente, minhas doces carruagens, vindo me levar pra casa”) temos que ambos os times escolheram como tema de seus hinos duas canções religiosas.

O Haka Maori era uma dança de guerra tribal feita pelos guerreiros antes da batalha como forma de reverenciar o Grande Deus Cabeludo Guerreiro que derrotou a grande serpente negra e fez o olho de fogo do sol brilhar novamente (mano, o cara derrotou a grande serpente negra e fez o sol brilhar novamente, ele MERECE a nossa reverência!). Já Sweet Chariots é uma música gospel que frala, em resumo, que o poeta vê um exército de anjos vindo lhe levar para casa, no que ele pede ao interlocutor que, se ele chegar em casa antes dele, que é para ele avisar os amigos que logo, logo ele chega.

Sweet Chariots foi usado como hino dos abolicionistas Norte Americanos, mas isso não é relevante para esse post. Pra esse post é relevante uma das estrofes da canção: “algumas vezes estou bem, algumas vezes mal… mas eu sei que minha alma está ligada ao céu”.

Muitas vezes me questionam o que alguma religião tem pra oferecer de positivo. Algo como “o que eu tenho a ganhar com isso?”

O que eu tenho a dizer é apenas o que eu ganhei. Uma forma estranha de berserker peace. A certeza de que, por mais escura que seja a noite, o sol vai nascer. É só continuar andando suavemente. Ou matando. Só depende da religião que você escolheu.

About these ads

Tagged: , ,

§ 3 Responses to Sweet Chariots.

  • Anonymous says:

    Ou seja, os caminhos são relativos e amorais, mas o ponto de chegada é certo?

  • Fy says:

    - Já Sweet Chariots é uma música gospel que frala, em resumo, que o poeta vê um exército de anjos vindo lhe levar para casa, -

    Angels ?

    I don’t Know…

    the most powerful angel lives inside you, Man . In your desire .
    this , is your only true chariot . Belive in it.

    If you can recognize it, nurture it – then yes, you can fly.

    big Saturday,

    Fy

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Sweet Chariots. at AnarcoBlog.

meta

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 742 other followers

%d bloggers like this: