Drugs… who needs drugs? You are my drug. Oh, Oh, rescue me, rescue me…

July 15, 2004 § Leave a comment

Essa foi criação da minha mente doentia… Mais uma argumentação sofismática para se cometer crimes com uma boa causa:

Todos percebem que, com o passar dos anos, o tempo começa a passar mais rápido. Durante a Infância um ano era gigantesco… demorava tanto pra passar… Hj, o ano voa. Quem diria: Já estamos em Julho!

Recentemente li um estudo que fornecia uma explicação pra isso: O segredo está no cérebro.

Como todos sabem, o cérebro humano é uma máquina feita para se aperfeiçoar a todo o instante: a repetição de tarefas torna o seu cérebro uma máquina automática. Como exemplo eu cito dirigir (e eu nem tenho carta): quando você começa, vc fica tão tenso, que todas as suas atenções se voltam pra rua… com o passar co tempo, você começa a conseguir, hipoteticamente, claro, dirigir um Peugeot com seis caras dentro, bêbado, falando ao telefone, com uma arma irregular no banco de trás, uma tonfa debaixo do banco, ouvindo música alta e passando a mão na menina do lado. Situação puramente hipotética, claro.

Portanto, com a prática, o seu cérebro pára de analisar as tarefas que voê faz e utiliza as conexões neurais já feitas, te deixando “autista” com relação ao tempo: o tempo passa, você faz suas tarefas, mas não percebe, pq seu cérebro automatizou tudo!

E esse é o efeito da rotina: todos os dias o mesmo caminho pro trabalho, as mesmas pessoas, as mesmas tarefas, as mesmas músicas na rádio… Você pára de prestar a atenção no mundo à sua volta e vive no automático.

Portanto, para começar a viver de verdade você tem que colocar seu cérebro pra funcionar, i.é, conhecer coisas novas, aprender, formar novas conexões neurais!

Leia livros que você não leria, vá ao trabalho por um caminho diferente, mude a cama do seu quarto de lugar, ouça outras músicas, aprenda novas poesias, comemore aniversários, dê festas, marque o tempo que ele ficará marcado em você!

Lembrem-se do retrato de Dorian Gray: Os sentidos curam a alma!

OU:

Se a questão da passagem do tempo está relacionada à automatização do cérebro através de ligações neurológicas estabelecidas você pode acabar com a rotina acabando com seu cérebro!

Isso! Durma pouco, beba muito, use drogas!

Lembre-se a cada neurônio que você destrói você está destruindo ligações neurológicas já estabelecidas e que você terá que criar novamente!

Use lança perfume! Tome efedrina! Isso vai garantir que você aprenda uma coisa nova a cada dia! (mesmo que você já tenha aprendido antes…)

Usem os 90% do seu cérebro que está lá só como “peça de reposição”!

Ou vc pretende o quê? Guardar cérebro pra próxima encarnação?!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Drugs… who needs drugs? You are my drug. Oh, Oh, rescue me, rescue me… at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: