PEQUENO PRÍNCIPE O CARALHO, o nome é Zé Pequeno, O PORRA! E quem foi que disse que eu sou responsável por aqueles que cativo, seu filho da puta?!

April 25, 2005 § 1 Comment

Tá, o post precluiu e eu tenho outras coisas pra falar agora… mas first things first, e vamos falar do post de umas semanas atrás… e falar do post que tá no arquivo de posts futuros quando virar passado.

Esse post é pra falar de várias coisas. Dentre elas como coisas bonitas erradas são prejudiciais.

É sério. Já pararam pra pensar que frases como “Amar é fazer um boquete pela manhã” não fazem mal pra ninguém? Explico, por mais que seja verdade, é uma frase direta demais, sem sutileza, quase agressiva. Trata pessoas como um objeto. Ou como um boquete pela manhã. Tá… é um excelente objeto, mas vamos falar de boquetes pela manhã daqui a algumas semanas.

Já frases como “quem ama perdoa” são perigosas. São bonitas e, sendo bonitas, as pessoas se sentem inclinadas a acreditar. E o mais importante: Por serem bonitas, as pessoas não querem que seja mentira. A vida é como uma playboy: nós queremos que seja verdade. E a Malandricagem está contemplativa como uma jabuticaba. (Inside Joke).

Isso me faz pensar se tudo na vida é uma questão de saber como se falar.

Agora, parem para pensar? Nós somos responsáveis por aqueles que cativamos?

Eu concordo que somos responsáveis por nossos atos. Ainda que não tenhamos controle deles, alguém tem que se responsabilizar. Na falta de um atestado de insanidade temporária, ou da comprovação científica de que estávamos possuídos por demônios, prefiro que me culpem pelas coisas que eu faço. Se vão conseguir me punir ou não, é pobrema dos outros!!!

Então, eu tenho plena consciência de que sentimentos humanos são como orquestras: toque as notas corretas e você estará dançando com quem quiser. Ou diga as palavras certas e estará transando com quem quiser. Ou pague o número certo de maria-moles pra alguém que você cata quem quiser. Nessas horas, você está agindo, logo tem responsabilidade.

Mas e se você não faz puerra nenhuma? E se você está lá, no seu canto, chorando em posição fetal no canto do quarto com ranho escorrendo pelo nariz e aparece alguém que acha o seu jeito de chorar tão fofo que fica imediatamente cativada por você? O que que você faz? Começa a chorar de um jeito mais feio? Sai do seu quarto? Mas é o SEU choro, o SEU quarto?

Você não pode ser culpado objetivamente por atos de outras pessoas para os quais você não concorreu. Tradução: Pequeno Príncipe o CARALHO. O nome é Zé Pequeno, o PORRA, e quem foi que disse que eu sou responsável por aqueles que eu cativo, seu filhadaputa!

No próximo capítulo, de como eu mandei um anjo torto e feio ir tomar no meio do cu e decidi ter sorte na vida. Ou pelo menos ser o Azar dos outros.

Advertisements

§ One Response to PEQUENO PRÍNCIPE O CARALHO, o nome é Zé Pequeno, O PORRA! E quem foi que disse que eu sou responsável por aqueles que cativo, seu filho da puta?!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading PEQUENO PRÍNCIPE O CARALHO, o nome é Zé Pequeno, O PORRA! E quem foi que disse que eu sou responsável por aqueles que cativo, seu filho da puta?! at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: