Punhetinha pra tapar buraco…

June 14, 2005 § Leave a comment

Aconteceram algumas coisas recentemente que me fizeram lembra do meu pai… e de como nós nos tornamios tão opostos.
Na verdade muita coisa passou pela minha cabeça e, como esse é um assunto que tá aqui parado e isso tá um tédio, vamos soltar pro blog.
Segunda tive que acordar às5:00 da manhã pra ir viajar… e, dentre as inúmeras coisas que passaram pela minha cabeça sonolenta uma delas foi “V de Vingança mudo minha vida”. A HQ é ótima, considero leitura obrigatória por diversos aspectos. A história, grosso modo, fala de um futuro pós guerra nuclear em que a Inglaterra se bandeou pros lados do Nazismo. Com direito a genocídio de gays, negros, judeus e tudo o mais.
Nessa história de limpeza étnica, um cara que num campo de concentração sofreu experimentos com o “composto V” (composto cinco), que era uma mistura de hormônios. Enquanto os outros que sofreram a mesma experiência morreram, ele “apenas” ficou louco. Começou a cuidar da horta do campo de concentração e, no quarto dele, ele mijava, desenhava com adubo, separava a urina em potinhos, brincava com alvejnte, etc, etc.
Com adubo e urina ele fez explosivos, com material de limpeza gás mostarda, e por aí vai (God save the anarchist cookbook), fugiu do campo de concentração e se dedicou a destruir o governo fascista (que tinha um quê de 1984).
Muito legal e tals, mas a cena que me veio à cabeça foi mais pro fim, quando um policial que estava atrás do “V” resolve que pra descobrir onde ele estava ele tem que passar pelas mesmas coisas que o “V” passou pra pensar como ele pensa.
Aí ele tem a brilhante idéia de ir pro campo de concentração, tomar LSD e ver se ele conseguiria entender o “V”. E ele começa a alucinar lá, até que “os fantasmas” jogam ele no mesmo quarto de “V” e ele se depara com o mesmo desenho de urina e fertilizante no chão da cela e se pergunta:
“Por que eu estou aqui? Por que me prenderam? Por que eu não consigo sair dessa imundície? Da sujeira da minha cela, do meu trabalho, da minha vida??? Quem me mantém preso aqui? V também passou por isso… como ele escapou? Ele entendeu alguma coisa que eu não entendo… Quem é o responsável por eu estar aqui a não ser… eu…”
E essa pra mim é a pergunta fundamental: “Quem é o responsável pela sua vida?”
Tenho como fato de que somos os grandes carrascos de nossas prisões. E isso é um fato. Somos nosso grande carrasco e realmente acredito que Deus pune a Burrice. E também acredito que burrice é uma escolha (notem: estou falando de burrice, não de cultura ou educação formal ou agilidade de raciocínio).
Lembro de um caso que alguns amigos meus (que acham mendigo uma coisa bonita) contaram. Sobre um mendigo que disse que “caiu naquela vida depois que a mulher o abandonou”.
Certo… eu não vou falar de dor de cotovelo nem de amor, ou mesmo fazer um julgamento do mérito da questão… mas parece uma coisa tão simples: ele afirmava categoricamente que não queria mais ser feliz sem ela. Ele deliberadamente (embora inconscientemente) escolheu ser um mendigo. Escolheu sofrer. Ele é o grande culpado pela vida dele.
É verdade que muita gente está abaixo a linha da miséria por falta de opção… provavelmente a maioria… mas estas ainda continuam se esforçando… lutando pra ser feliz, literalmente nadando contra a corrente. Não é porque você tem um dia ruim que a sua vida inteira tem que ser desperdiçada (a esse respeito, ler também “A Piada Mortal”).
Porém…
Você não é o único responsável pela sua vida… Quanta proteína seu cérebro recebeu, se seus pais te deram carinho e estímulos, os colégios que você freqüentou… tudo isso é um passivo (ou ativo) difícil de ser modificado.
E essa foi a grande diferença entre o caminho que meu pai seguiu e o caminho que eu segui. Ele decidiu que o mundo é o grande culpado, eu decidi que cada um é seu próprio carrasco. Pra mim essa é a grande pergunta… e perguntas têm que ter uma resposta.
P.s.: se alguém que leu “V de Vingança” souber quem o “V” é, favor informar. Não consegui descobrir.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Punhetinha pra tapar buraco… at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: