Senta no Colinho do Titio anarcoplayba, e Vamos Conversar.

May 2, 2006 § Leave a comment

O Malandricus Bar & Vodka é um blog escrito por pessoas normais, que querem entender as pessoas e dominar o mundo, ou dominar pessoa e entender o mundo. O que vier primeiro.

No processo de obtenção desses objetivos, os malandricus se dedicaram, sempre a vários aspectos e facetas do conhecimento. Stein se dedicou com afinco à teoria dos jogos. Eu me dediquei à análise psicológica do ser humano. Rípper assumiu uma vertente historiológica. E o Reverendo os efeitos da depilação no xaveco.

Posteriormente, procuramos trocar experiências e teses, para atingir o objetivo que todos sempre perseguiram desde o início da consciência de ser humano: dominar o mundo, oras.

Sabemos, obviamente, que a melhor forma de dominar o mundo é virar um guru. Isso porque exercendo influência sobre as pessoas, esperamos ganhar dinheiro e comer várias mulheres (coisas que se confundem muito e são muito parecidas com dominar o mundo). Numa dessas, estamos pensando em declarar uma guerra mundial, fundar uma nova religião, ou escrever livros de auto-ajuda.

Não decidimos ainda se declaramos uma guerra mundial ou fundamos uma nova religião: não conseguimos descobrir qual das duas hipóteses vai causar menos mortes.

Enquanto não nos decidimos, vamos preparando nosso livro de auto-ajuda. O título provavelmente será: “como fazer inimigos e comer mulheres” (duas coisas que a gente SABE fazer bem).

O primeiro capítulo já foi escrito e está arquivado: como xavecar mulheres em grupo sem ser um empata-foda. Sim… Acreditamos que a difícil arte de xavecar em conjunto já foi devidamente analisada de forma a obter o maior índice de sucesso e não Fracassar na balada. Ou pelo menos não dar desgosto aos seus amigos e evitar a noite de todos seja um Fracasso.

Agora, quero me dedicar a cobrir alguns pontos da difícil arte de xavecar. Obviamente não quero ter a pretensão de esgotar o assunto, esses são apenas os procedimentos padrão que devem nortear sua conduta. Na dúvida, lembre-se dessas duas regras simples:

Lição um: Xaveco não é Diálogo.

A primeira coisa que muitos confundem é que xaveco é conversar e que conversar é diálogo. Errado. Xaveco é Processo (ainda vou desenvolver melhor essa idéia): tudo se resume a convencer a mina de que ela deve ir pra cama com você.

Pra isso você tem que conversar com ela. Mas notem: conversa não se confunde, de forma alguma, com diálogo. Diálogo, para fins de post é uma troca de idéias. Conversa é uma troca organizada de palavras.

Não entendam mal: não pensem que é só você ficar falando com a mina… Mas o Sujeito Ativo (o que xaveca) deve ser, no máximo, um ouvinte ativo. Nunca um interlocutor.

Um interlocutor expõe idéias, discute conceitos, quer uma conclusão. O Sujeito Ativo não. O máximo que ele faz é ouvir interessadamente, concordando e “puxando” a conversa.

Obviamente estou falando de uma situação onde o xaveco é necessário: se você não precisa xavecar, desencana e beija logo, mas se ela não deu abertura imediata, deixa ela falar sobre ela… Nunca fique horas conversando sobre a faculdade que VOCÊ faz, o escritório onde VOCÊ trabalha, quantas mulheres VOCÊ cata por noite, ou como VOCÊ é foda.

Quem tem que falar demais tem algum problema a esconder… E se ela quiser saber de alguma coisa que ela não pode ver ou por a mão na hora, ela vai perguntar.

Lição Dois: Nunca Zoe com a Menina.

Sim, eu sei que isso é uma sugestão extremamente óbvia, mas, por incrível que pareça, não é ululante.

Mulher gosta de bom humor? Talvez. O fato é que bom humor ajuda. Humor fala direto no emocional e se você consegue fazer ela rir com uma piada, você tem alguns pontos: o emocional dela pegou o recado que o seu passou, vocês têm senso de humor parecido, ela desarmou as defesas e você está tão seguro (ou aparenta estar) que até arrisca fazer piadinhas. Isso é bom? Sim, é. Mas é arriscado!!!

Uma piada mal feita pode colocar todos esses pontos contra você. E mais: forçar piadas significa que você está tão inseguro, que está tentando forçar uma intimidade ou cumplicidade inexistentes. E quem gosta de inseguro é mãe!!! E normalmente essas gostam só dos filhos!

Se fazer piada é uma jogada arriscada, fazer piadas a respeito da menina, então, é pedir pra tomar toco.

Não faça piada da faculdade que ela faz. Não faça piada da cidade de onde ela veio. Não faça piada do Estado de onde ela veio. Não faça piada da profissão dela. Não faça piada da roupa dela. Não faça piada do cabelo dela. Não zoe em hipótese alguma com ela.

Ou melhor: zoe se você QUISER deixar uma menina de saco cheio. Faça isso com dolo consciente nunca com um “ops… nossa ela pegou mal… que fresca…”.

Não, ela não é fresca, VOCÊ QUE É BURRO!

Esses dois pontos foram os que vieram à tona no final de semana. Vou deixar outros pra depois (afinal, quero que vocês comprem nosso livro e leiam nosso blog!).

Quaisquer dúvidas entrem em contato com Dr. Anarcoplayba, PHD.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Senta no Colinho do Titio anarcoplayba, e Vamos Conversar. at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: