Boa Sorte.

June 12, 2006 § Leave a comment

Há alguns anos um amigo meu estava se formando em direito e ia fazer a OAB. No dia antes da prova eu disse “Boa Sorte!”, e um amigo meu do meu lado disse: “Não vou desejar boa sorte, porque sorte não é necessário quando você estudou… e você tem estudado oito horas por dia nos últimos três meses”.

Ele fez a prova, passou em cima da nota de corte… mas aí anularam uma questão e ele bombou. Que falta de sorte.

Obviamente não se trata apenas de sorte: se ele tivesse passado com um ponto acvima, ele não teria bombado, mas que ele teve azar, é fato.

Há uma semana, eu ia fazer exame de faixa.

O professor disse que eu estava me dedicando, e que, por isso, eu poderia fazer o exame antes do previsto.

Tenho ido em todas as aulas (exceto quando tenho jogo de domingo), treinado muito. Feito treino físico, teórico, de combate, de kata, e musculação.

Forçado o alongamento, a potência, o fôlego e a resistência. Mantendo meus ligamentos no lugar à base de muito esforço.

Enquanto isso, várias pessoas na minha equipe dando migué em treino, faltando, fingindo treinar e por aí vai. Mas isso não importa, porque eu estou treinando para o meu corpo… é a minha arte, o meu esforço, a minha dedicação. É óbvio que, na long run, eu vou me sobressair.

Aí, um dia antes do exame eu caio numa virose que me deixou três dias com 41 graus de febre, dois dias sem beber água porque eu vomitava água, dor no corpo, tontura e pressão baixa e, obviamente, incapaz de levantar da cama para fazer o exame.

Conclusão, pessoas que se esforçaram menos que eu passaram no exame (e é óbvio que todos passariam) e eu fiquei pra trás.

Nessas horas que você vira e fala: a vida chupa.

Não tem lógica, não é justo, não é razoável. Meu professor não vai me falar: “Você se esforçou, eu vou te dar essa faixa porque eu conheço a sua capacidade”. Não vai. Ele já foi gente fina o suficiente pra falar que me deixa fazer dois exames juntos da próxima vez… mas não sei se EU quero fazer dois exames e ter um gap nas técnicas de uma faixa, ou se eu consigo.

Esse texto não tem moral, não tem punchline e nem justificativa.

É só pra esvaziar o saco mesmo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Boa Sorte. at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: