O Comment que virou Post.

December 9, 2006 § Leave a comment

É engraçado como ser o amor da vida de alguém pode ser a melhor e a pior coisa que você pode fazer pra uma pessoa.

Num dia essa pessoa quer pular do viaduto do chá na frente de um ônibus, com uma corda amarrada no pescoço e depois de tomar veneno (é sempre bom ter um plano b).

No instante seguinte essa pessoa quer ter filhos, colocar eles na escola, ir na primeira comunhão e pegar os netos no colo. Tudo por causa de um sorriso.

É verdade que eu não sei que tipo de mãe seria uma mulher que pensa em pular do viaduto do chá na frente de um ônibus, com uma corda amarrada no pescoço e depois de tomar veneno porque é sempre bom ter um plano b. Mas esse não é um post sobre educação dos filhos, é sobre almas gêmeas, rosas vermelhas e o viaduto do chá.

Por outro lado, você decide comprar um apartamento. Com jardim e playground pras crianças. Num bairro bom, perto de uma escola e uma creche (e do seu trabalho, porque você não quer perder tempo no trânsito quando poderia estar com sua família).

E no momento seguinte ela é largada pelo marido, que conheceu uma modelo gostosa que era muuuuuuuiiiiito mais socialmente impressionante que aquela mulher que tá dois kilos acima do peso, tem uns cabelos brancos, um pouquinho de celulite e algumas rugas porque sempre sorriu demais.

E enquanto o marido decide mandar o apartamento à merda pra comprar um flat (que é muito mais estilo pra catar mulher), ela está no viaduto do chá, com uma corda no pescoço, tentando abrir um maldito tubinho de qualquer coisa que faça aquele coração partido finalmente parar. Ou explodir.

Eu gostaria de discutir sobre o fato de que quem pode dar, pode tomar, e que não é culpa de ninguém se os outros amam demais. Mas esse post não é sobre isso.

É sobre amores perdidos, garrafas de vinho, modelos gostosas e o viaduto do chá.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading O Comment que virou Post. at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: