Sobre Virar Gente e Sobre a Importância do Xaveco.

February 13, 2007 § Leave a comment

Já discutimos aqui porque é importante saber xavecar… Alguns dos motivos que citamos foram simples e diretos: você precisa aprender a conquistar quem te conquistou, você rpecisa aprender a tomar pra si as rédeas da sua vida. Você precisa poder escolher com quem você quer casar, ao invés de se casar com quem aparecer, etc, etc.

Cada vez mais eu acho que xaveco e sedução é uma coisa de essência. Você é uma pessoa sedutora ou não. Com o passar dos anos, do tempo, dos erros e acertos, você pode passar a ser sedutor ou fingir ser sedutor. A diferença do que sempre pregamos pro pregado pelo “The Game” é isso: o “The Game” ensina você a parecer sedutor, te dá dicas ocasionalmente úteis e tal. Mas o que nós nos propomos a fazer é ensinar pessoas a serem sedutoras em essência.

Lembrem-se: Treino é jogo e jogo é Guerra. E de Guerra a gente entende.

Se você segue fórmulas pré-fabricadas você pode até catar mulheres. Problema: você está fingindo ser uma pessoa melhor, não sendo uma pessoa melhor em essência. A diferença é uma: a vida gosta das pessoas melhores. Mais do que das que fingem ser melhores.

Você pode ter routines, o difícil é ser uma pessoa interessante e dominar o assunto da sua interlocutora. Você pode ter openers, mas o importante é ter coragem de dar a cara a tapa.

Eu dizia que sedução é uma questão de gramática. É transformar um “Não… pára, por favor…” em “Não pára, por favor!!!”.

Hoje eu acho que xaveco é literatura.

Às vezes é prosa… é ter assunto, é ter diálogo, é falar, ouvir e passar uma imagem agradável. Pessoas gostam de serem admiradas, de serem desejadas. Um texto agradável é aquele que o leitor sente que foi feito pra ele. Uma conversa agradável é aquela na qual o outro sente que a conversa foi feita pra ele.

Às vezes é poesia… é puxar os sentimentos da pessoa. É criar desejo, admiração, sentimentos. Poesia serve pra isso. Não é o que você diz, é criar imagens. Você pode falar que ela é bonita, que o sorriso dela ilumina sua noite. Só que todo mundo falou isso. Tente criar suas metáforas. Usar suas paráfrases. Algumas coisas são verdade, ditas num bar e ditas numa igreja.

De vez em quando eu tenho boas noites. Noites em que eu fico orgulhoso de mim mesmo. Resultados influenciam, claro que influenciam. Mas criar diálogos vale mais. Um beijo deixa tantas evidências quanto uma frase. Mas ninguém se imortalizou por um beijo, enquanto vários se tornaram imortais pelas palavras certas na hora certa.

Eu poderia ensinar alguns princípios que eu acho necessários. Já me pediram isso e eu já fiz minha parte. Às vezes com sucesso, às vezes sem.

O único conselho de verdade que eu ofereço agora, porém, é: Se esforcem em se tornar pessoas melhores. Tenham sonhos. Desejem. Dediquem-se.

A vida gosta de pessoas melhores. A pergunta é: você é melhor hoje do que era há um ano?

Epílogo:

Como sempre, o título não tem nada a ver com o texto que não tem nada a ver com a história.

Escrevo isso para informar que após seis anos e seis meses de falta de vergonha na cara, eu me tornei uma pessoa melhor: fui aprovado no exame prático de motorista.

Porque xavequei a examinadora.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Sobre Virar Gente e Sobre a Importância do Xaveco. at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: