Dr. Jekyll is Hiding.

December 15, 2008 § 7 Comments

Existe uma HQ chamada “As Aventuras da Liga Extraordinária”, e sim, caso alguém queira saber, ela deu origem ao filme divertidinho Hollywoodiano.

O que talvez vocês não saibam é que a história foi criada pelo Alan Moore (o mesmo de V de Vingança, Do Inferno, Watchmen, Monstro do Pântano, e John Constantine).

A Liga Extraordinária, assim como V de Vingança e provavelmente outros filmes a serem feitos, pegou a história original e a estuprou em uma cama de bebês mortos de overdose de crack, muito para minha surpresa, com “carta branca” do Moore. Por carta branca eu quero dizer que, aparentemente ele disse que “não queria saber de filmes e que, contanto que eles não colocassem o nome dele lá, eles poderiam filmar o que quisessem”.

Por outro lado, já ouvi que ele ficou tão puto com o que fizeram com V de Vingança que ele mandou que tirassem o nome dele de lá. Não sei a verdade, mas esse post não é sobre Alan Moore, é sobre Jekyll e Hide.

Em a Liga Extraordinária Vol. II, há um momento em que Mr. Hide discorre sobre Dr. Jekyll e sobre o que estava acontecendo e porque Jekyll criara a fórmula que permitia a “transformação”. O discurso foi mais ou menos algo do gênero:

Nemo: “Percebo que você está cada vez maior, Hyde. Questiono-me o que isso significaria para Dr. Jekyll.”

Hyde: “Jekyll é um idiota! Sabe o que ele queria? Ele queria encontrar uma fórmula alquímica para separar seu lado mau de seu lado bom! Ele queria ser puro! Imagina que pecados ele poderia ter! Digamos que ele fantasiou com uma freira uma vez e brincou consigo mesmo pensando em uma prima umas duas ou três vezes… e ele achava isso um grande problema! Ele era o que me controlava e eu era o que dava a ele impulso para continuar vivo! Agora que ele nos separou, o que nós temos? Eu, sem controle algum, cada vez mais forte, e ele definhando aos poucos, cada vez mais sem desejo e energia! Esse era o ‘bem’ que ele queria para o mundo!”

Jekyll entendeu que os seres humanos possuem um lado negro. Uma sombra, eu diria, porque essa metáfora me parece apropriada e acho que já a ouvi em outros lugares.

Parte do problema é que as pessoas têm uma mania insuportável de achar que conhecimento faz de você uma pessoa inerentemente boa.

É tipo achar que se você não é nobre de espírito você não pode ter competência para lidar com situações de conflito. Como se pessoas egocêntricas só atingissem seus objetivos por ardis, maldades, mentiras e enganação.

Existe um ditado chinês que falava que, se necessário, esperarei sentado à beira do rio até que o cadáver do meu inimigo passe. É tudo uma questão de estar no lugar certo na hora certa e tudo vai acontecer conforme você quer. E ninguém falou que o “inimigo” é o “mau” do ditado chinês: Quem está sentado à beira do Rio pode muito bem ser o fdp.

Obviamente precisamos ter capacidade de percepção e observação para tanto, mas isso se resolve com treino. E treino não tem nada a ver com virtudes. Exceto talvez com relação à virtude da disciplina.

E agora nós temos um ponto importante: é possível treinar virtualmente tudo e com isso aumentar seu Poder (lembrando-se que Poder nada mais é que a capacidade de controlar os resultados dos fatos que acontecem ao seu redor).

Mas como treinamos o controle necessário pra não usar esse Poder de forma egoísta?

§ 7 Responses to Dr. Jekyll is Hiding.

  • AT says:

    Paulo
    O egoísmo, assim como a justiça, é apenas uma questão de ponto de vista. Uma vez você me disse que para alguém se dar bem, alguém obrigatoriamente tem que se dar mal. Talvez fossem as aulas de responsabilidade civil que te doutrinaram assim, ou talvez simplesmente fosse uma observação da vida.
    O que eu sei, hoje, é que toda essa doutrina que nos é passada, que temos que ser bons, retos e com um coração manso, é uma grandessíssima bobagem. Você é um dos homens que eu conheço que tem um tigre mais feroz dentro de si (não me entenda mal nem com viadagem), e eu peço, não o amanse.
    Finja, minta e faça o que for necessário inclusive para utilizar as pessoas e as instituições a seu favor, mas nunca deixe sua filosofia pessoal de vida ser abalada.
    Estou esperando seu email de fim de ano.
    Abraço, meu irmão.

    Like

  • Guiga says:

    Acho mais interessante dessa história o fato do “bom” doutor estar definhando. A separação das partes tem efeitos assimétricos, porque aquilo que é entendido como bom é necessariamente uma força restritiva, que censura impulsos do dito lado maligno. Sem o que restringir esmorece.

    Vou além, não acredito que conhcimento seja inerentemente bom. Mas, o tipo de conhecimento amplamente disponível (e frequentemente empurrado goela a baixo) cria todo o ambiente para que o indíviduo sinta culpa pelos impulsos desse lado sombrio. E nesse aspecto sombrio passa a ser sinônimo de marginal em parametros “decididos” pela sociedade.

    Te digo isso: é mais fácil ser apático sem demonstrar desprezo, e ser aplaudido como sábio sereno.

    Like

  • Juremeiro Preto says:

    LOL!
    Vou dar uma de mestre yoda e responder a tua pergunta (que, aliás, voce nao faz diretamente mas dá pra intuir).

    Na verdade, nao existe lado negro. O que existe é uma tendência natural a agir de modo egoista, já que inicialmente a consciência está presa ao ego (sua identidade do dia a dia). O lance é aumentar o foco de consciencia pra englobar o “Eu Superior” (a expressao é ridicula, mas é pra vc entender).

    Seguinte: esse problema de como desenvolver poder sem risco de usá-lo de modo egoísta é solucionado pela Operação de Abramelin, que é um sistema de Magia intensivo que demora 18 meses pra ser completado.
    Primeiro você atinge comunhão com Deus (nao a absoluta, que é a budista, em que o cara desencarna) através do Conhecimento e Conversaçao com o Santo Anjo Guardião, e depois você desenvolve poder através do aprendizado com essa entidade + uns lances de controlar demonios contidos na Operação de Abramelin.

    Procura a versão em ingles na Amazon, feita pelo Abraham von Worms. O manuscrito é do seculo XV, eu acho.

    Like

  • Juremeiro Preto says:

    o lance agora é ter grana e saco pra fazer o esquema.

    Like

  • Anarcoplayba says:

    Cara… eu ouvi falar dessa operação de abramelin… parece que é um dos troços que dá mais merda: o cara acha que tá pronto mas, de repente, descobre não estar.

    Like

  • Juremeiro Preto says:

    É porque o Crowley parou no meio da Operaçao, além de seguir a versão do MacGregor Mathers (um dos fundadores da Golden Dawn), que, como é de praxe, está cheia de erros e transforma a Operaçao de Abramelin num esquema de apenas 6 meses de duração.
    Por essas e outras que eu nao curto a GD, já que a maioria das traduções dela (feitas pelo Mathers) tão bichadas. Os caras conseguiram fuder até com o sistema enochiano!
    Já te falei que as escolas atuais sao todas crias de GD, ne?

    Deixa de ser preguiçoso e compra a versao do Abraham von Worms na Amazon. Aí você lê por si mesmo e pára de se pautar pela opiniao dos outros.

    Like

  • anarcoplayba says:

    huahuahauahau… AGORA vc me ofendeu! PREGUIÇOSO não!

    huahauhauahaua…

    Novamente, cara eu ainda vou seguir suas sugestões… mas ainda não é a hora pra mim. Pelo menos eu acho que não.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Dr. Jekyll is Hiding. at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: