Ela dá para Idiotas.

December 16, 2008 § 23 Comments

Ok… tem uma mina que alega dar para idiotas nesse blog.

Fatos:

1) Eu preciso de temas para posts;

2) Esse blog é sobre idéias;

3) Levando em conta que o termo mais procurado no meu blog é “Perdendo o Cabacinho”, falar de sexo dá pageviews.

Conclusão: eu não poderia deixar de comentar.

Há algum tempo eu estava conversando com uma ex quando ela me disse que “homens não entendem que existem homens pros quais as mulheres querem dar e homens com os quais elas querem namorar”.

Eu disse que entendia: Pra mulher renascentista o homem ideal era o que defendia sua honra na ponta da espada. Para a mulher medieval, o homem ideal era o nobre (que nada mais era que a casta guerreira). Para a mulher da Antiguidade clássica eram os centuriões. Para a mulher pré-histórica era o cara que conseguia defender o território. Percebem um padrão, mulheres? Do ponto de vista da seleção natural, ter tesão por um troglodita faz sentido. Seus hormônios sabem disso.

Do ponto de vista civilizado, é uma merda um cara querer resolver tudo na porrada.

As mulheres vivem o paradoxo: “Os homens são uns diabos, não há mulher que o negue, mas todas elas procuram, diabo que as carregue.”

Conclusão brilhante: tesão não é uma escolha racional. Tesão é uma resposta hormonal inconsciente com relação à qual as pessoas não têm controle algum.

Nesse ponto acho que tanto eu como a autora concordamos. O problema é a classificação de “idiotas” dos caras para os quais ela dá.

Veja bem, saímos há algumas décadas do maniqueísmo simplório. Bem x Mal. Comunismo x Capitalismo. Homens x Mulheres. Patrão x Empregado. Isso foi por terra: o mundo não é tão simples assim.

Nash já entendeu que a cooperação mútua é uma escolha racional sim e que nem todas as situações são um jogo de soma zero (pra alguém se dar bem, alguém tem que se dar mal obrigatoriamente – e sobre isso eu falarei de novo, Alex).

Ou seja: pessoas têm interesses e quem pode mais, chora menos.

Ah, ela dá para idiotas. Eles seriam idiotas por que, cara-pálida? Quem disse? Só porque eles a comeram e ela se arrependeu depois? Pára pra analisar: Se eles são idiotas e ela deu pra eles, eles saíram ganhando porque não mereciam o sexo mas treparam.

Entendem que do ponto de vista da seleção natural eles são gênios?

Pessoas têm interesse. Nesse caso eu falo homens querem comer mulheres gostosas (eu tbm!). Se eu encontrar uma mulher gostosa que quer dar pra mim, eu estou bem, sorte minha. Como isso, via de regra não acontece do nada, exceto em filmes pornô, eu tenho que me esforçar.

Se os interesses são convergentes, é uma situação ganha-ganha. Se os interesses forem distintos, é uma situação ganha-indifere (afinal, nem sempre os interesses são antagônicos). Se forem interesses antagônicos (ela quer um relacionamento estável e ele não) é ganha-perde, onde quem pode mais chora menos.

Triste, mas essas são as regras do Jogo (e eu quero deixar claro que não estou falando aqui de joguinho, estou falando Do Jogo). E nesse jogo, quem não é jogador é carta ou ficha. Se você não quer ser ficha ou carta, seja um bom jogador.

E nisso eu fico pensando ainda na falta de respeito para com seus parceiros sexuais. Falar “eu dou para idiotas” seria literalmente a mesma coisa de fazer um blog entitulado “Eu Como Vagabundas”. Para fins de estudo talvez eu crie esse blog. Como as mulheres com as quais eu fui pra cama se sentiriam? Seria justo com elas? E olha que de mulher sem noção eu entendo.

Eu espero ver um dia o fim dos papos de coitado do lado de ambos os sexos. Se arrependeu de ter ido pra cama com alguém? Bem feito. Aprenda que a punheta muitas vezes é uma saída mais digna.

Ou que por R$ 60,00 você esvazia o saco na Augusta sem mentir, machucar, ou iludir ninguém. E ainda colabora pra redistribuição de renda.

 

 

 

 

Advertisements

§ 23 Responses to Ela dá para Idiotas.

  • Juremeiro Preto says:

    Dá pra ver que você está começando a ficar puto com a mulherada.
    Está começando, mas ainda nao ficou MAU, e o lance é que tem que ficar mau.

    Existem mesmo 2 tipos de homens na visão das mulheres: os pra transar são os playboys, marginais, traficantes ou cafajestes consagrados que já passaram o rodo nas amigas e os pra namorar (leia-se, deixar na geladeira pra um relacionamento sério depois que a buceta e o cu estiverem já arrombados de dar pros caras do grupo no. 1, ou entao a mina já estiver na casa dos 30) são todo o restante, normalmente caras responsáveis, que tem sua grana e nao se enquadram nos estereotipos da modinha (tem muito idiota romântico no meio, mas ha varios outros tipos tambem).

    Qual a conclusão que se tira disso? A conclusão é que mulher é um bicho idiota controlado pelas emoçoes e pela gratificação de curto prazo, e depois que leva um pé na bunda do cafa/marginal, chora as pitangas e chama o cara de idiota. Aí vem o bonzinho (do grupo no. 2) Capitão salva-puta consolá-la pra ver se consegue engatar um namoro (nao esqueçamos que ele é bonzinho, e por isso nao quer só comer).
    Aí quando o ego da mina já estiver inflado novamente, ela volta a dar pra um cafa/marginal, toma pé na bunda e o ciclo se repete. Isso acontece porque, como mulher é um bicho emocional e nao racional, ela é incapaz de aprender com os próprios erros.

    Ela só para de dar pros caras do grupo no. 1 quando fica velha demais ou acabada demais para ser fisicamente atraente. Aí arruma um trouxa que ficou na punheta a vida inteira (grupo no. 1) e pega ele pra Capitão salva-puta.
    O Capitão então se sente até contente em sustentar uma vadia arrombada com filhos bastardos de pais diferentes. Detalhe que a vadia secretamente despreza o Capitão por ele ser um fraco, e sonha em dar para os cafas/marginais de antigamente.

    Esse é a situação que o feminismo, esse movimento maravilhoso, nos deixou.
    A moral da história é que mulher hoje em dia só serve pra trepar.
    Portanto, homens, comam mesmo, escrachem mesmo, gozem na cara, comam o cu, façam fist fucking e depois ainda as chamem de vadias. E, por favor, nao gastem dinheiro com essas putas.
    Também façam o favor de usar camisinha, pois do jeito que a coisa tá não dá pra saber se a porca que voce come hoje nao estava num swing na noite anterior, ou entao num bukkake em festa rave ou dando pra cavalo em estábulo.

    Like

  • anarcoplayba says:

    Então, Juremeiro… vc está meio certo a respeito do que eu penso. Eu não estou começando a ficar puto com as mulheres porque eu desencanei de ficar puto com elas. Mulheres não são racionais. O que eu coloquei aí em cima foi uma resumão do fato de que as mulheres raramente namoram os caras pros quais elas querem DAR.

    E nesse aspecto eu olho pro lado contrário da situação: Existem homens que ganham a corrida… e os que sobem no pódio.

    Sabe quando eu comentei sobre o “cusato de oportunidade do estrangeiro” no review sobre a Arun? Então, é isso: a mina tá com o otário do lado e morta de vontade de dar pro estranho. Mas ela não vai dar pro estranho pq ela não quer perder um relacionamento “estável”. Como dito por uma amiga minha com grande consciência dos seus hormônios: “Mulher privilegia a segurança.”

    Infelizmente, se você está namorando, não necessariamente é porque você é o cara pro qual ela mais quer dar na face da terra. E não estou me referindo aos grandes galãs de cinema, os Brad Pitts da vida. Estou falando do cara que dá mata leão em micareta mesmo. Tem mina que gosta. Eu vou fazer o q? Dar mata leão tbm, oras.

    Novamente a gente discorda de diversos approachs das coisas. Eu não acho que vc tenha que tratar mal as mulheres porque, pra mim, tratar mal é meramente antinatural. E, sinceramente, eu estou cagando e andando pra isso. Eu trato as mulheres como eu quero. Ocasionalmente isso significa levar pra jantar. Ocasionalmente significa foder como coelhinhos epiléticos. Ocasionalmente significa ser um filho da puta de marca maior.

    Ah, ela não gostou? N tem problema: eu tenho 26 anos e existem mais mulheres que homens no mundo. O mercado é literalmente infinito e eu estou fazendo minha oferta. Enquanto tiver demanda, eu tô sussa. Se a demanda escassear, eu mudo.

    A minha moral nesse história é: As mulheres querem dar pros caras que fazem os hormônios delas ferverem, mas ensinaram pra elas que o homem ideal é o “Capitão Salva-Puta” (maravilha de metáfora).

    Os homens foram ensinados a serem “fenfíveis”, compreensivos, românticos, a terem vergonha de terem tesão e a penhorarem o saco por uma trepada mais ou menos. Somos uma geração de homens criados por mulheres, olha a merda que deu.

    Poucos caras entendem que se eles forem fazer QUALQUER coisa por uma trepada a última coisa que eles vão ter é uma trepada. (Penhorar o saco por uma trepada é como vender a alma pro diabo pra ir pro céu).

    Portanto, minha opinião é bem simples e utilitarista: cada um tem seus interesses próprios e cabe a cada um satisfazê-los de forma ótima. Quem pode mais chora menos e quem não é jogador é carta ou ficha.

    Like

  • sil s. says:

    Você é um idiota hipócrita, Anarco.

    Like

  • anarcoplayba says:

    Ei… eu n sou hipócrita!

    Like

  • anarcoplayba says:

    Comentário do Juremeiro apagado para manter o nível do blog. Ofensas deverão ser no mínimo witty & classy.

    Like

  • Juremeiro Preto says:

    deu uma de Capitão agora, hein, jão?
    E a mina mudou o comentário dela. Antes chamava nós dois de idiotas hipocritas e agora é só você.

    Isso quer dizer que:

    1- Resolveu manifestar sua indiferença pelo Juremeiro… hehheheheh

    2- Resolveu mostrar que você importa. Pq será, hmmmmm???

    OBS: esse comentario provavelmente vai ser censurado.

    Like

  • Juremeiro Preto says:

    Agora falando sério, dá uma olhada nisso e baba:

    http://www.goldenhoard.net/

    Eu já tenho a edição normal. A dúvida é se eu compro a edição Super Ultra Deluxe Mega Luxo em couro ou espero a vontade passar.

    Like

  • anarcoplayba says:

    Na verdade, eu mudei o comentário dela. Percebi que o comentário dela pode ser ofensivo pra vc… e esse comentário n vai ser censurado.

    Like

  • anarcoplayba says:

    Favoritado.

    Like

  • alexthomaz says:

    Então vamos lá:
    Eu tenho uma teoria que estava guardando para um post futuro, mas vou abri-la agora. A idéia é que, depois de muito trombar com as mulheres em ruas e metrôs em São Paulo, percebi uma coisa. Nas ruas e na vida.
    “Mulheres não olham para a frente”
    A questão é que as mulheres, na vida, se perdem olhando para o lado, e perdem o que realmente importa, quando os homens, ao contrário, olham muito para frente e perdem a paisagem. Explico: quando vocês (e vou colocar os dois no mesmo balaio sim) que as mulheres dão para pessoas que posteriormente vão chamar de idiotas, esse é o fato pelo qual elas olharam para o lado, ou seja, para a satisfação pessoal imediata (preciso de carro para me levar para festa, nada melhor que dar para alguém com carro; quero parecer popular e experimentar drogas, nada melhor que dar para um traficantezinho (que nem é tão feio assim, né?); etc, etc). Se elas olhassem para frente (se eu não quero ser chifrada, por que não escolher uma pessoa que (aparentemente) mente pouco? se eu quero ter filhos, por que não escolher alguém razoavelmente bonito e que seja moralmente menos torto?), escolheriam o “Capitão” em primeiro lugar. Mas não é isso que acontece.
    Entretanto, há um outro ponto a se considerar: por termos sido criados por mulheres, como disse Tarso, somos doutrinados a procurar também, aquela mulher ideal: uma puta na cama, uma dama na sociedade, inteligente, bonita, e que ainda engula (porque, quem ama, engole). O que ainda não estamos preparados a considerar nessa equação é a “masculinização” da mulher, ou seja, o fato de que hoje, a mulher dá pra quem ela quer, na hora que quer, e ainda pode chamar a todos nós de idiotas, sem que possamos falar nada (quase como aquelas camisetas em que se lê “100% Negro” ou “Sou católico com orgulho”, sem que se possa fazer outras “99% Branco, e 1% Roxo” ou “Sou ateu, graças a deus”).
    O fato é que talvez sejamos idiotas e hipócritas sim, como disse essa sua amiga, Tarso. Idiotas, pelo fato que não sabemos lidar com uma situação que nos é colocada, e só pra variar, como bons homens, reagimos com agressividade frente ao desconhecido. Mas nem tanto, hipócritas, porque pelo menos, falamos o que pensamos, ao contrário das mulheres, que preferem o “jogo de esconde-e-mostra”.

    Like

  • Guiga says:

    Olha, eu ia me recolher a minha insignificância, mas preciso registrar que ri demais quando abri o blog da sua amiga que dá pra idiotas.

    Like

  • sil s. says:

    Vocês não entenderam o porquê do “hipócritas”. A questão é que vocês falam que mulheres fazem joguinho, são filhas da puta, usam vocês etc etc etc. Só que homens também fazem tudo isso da mesma forma. Então parem de choramingar, porra.

    Like

  • sil s. says:

    Em tempo: eu jamais mudaria comentários que eu já fiz.

    Like

  • anarcoplayba says:

    Guiga, ela n é minha amiga.

    Sil, eu não sou hipócrita. Hipócrita é, segundo a definição, um fingido. Eu não finjo não conhecer o jogo e não jogar. Mulheres jogam? Jogam. E muito bem. E é algo que eu admiro.

    Porém o que é ridículo é quando as mulheres falam “vocês não deveriam jogar”. O que elas querem, nesse caso específico, é: seja um otariozinho pra mim, ok? Ah, e vale a ida, vale a volta: homem falando isso tbm é ridículo.

    Ou seja: hipocrisia é falar que não joga e jogar. Jogar e admitir que joga é mera sinceridade, o contrário da hipocrisia.

    Em tempo, só me sinto mal por não ter deixado claro que fui eu que editei os comentários.

    Like

  • Juremeiro Preto says:

    O Alex Thomaz fez alguns comentários interessantes:

    “por termos sido criados por mulheres, como disse Tarso, somos doutrinados a procurar também, aquela mulher ideal…”

    Sim, essa é primeira geração na história que foi criada desconhecendo a verdadeira natureza da mulher. Fomos educados com a idéia de que a mulher é um ser mais puro que o homem, e ensinados a idealiza-la, ao mesmo tempo que elas foram treinadas desde a infância a nos usar e nos tratar como objetos (provedor, carteira ambulante, psicologo, etc). Isso sem contar que a mulher já nasce malandra, visto que é um ser amoral.

    Tudo isso cria um ambiente em que o homem fica extremamente fragilizado nas relações sociais e sexuais, enquanto as mulheres levam todas as vantagens.
    Por um lado se dizem vítimas do machismo, e exigem tratamento especial. Por outro lado dizem que sao melhores que os homens no mercado de trabalho, e competem de igual para igual com a gente, tendo ainda o trunfo de poder dar para o chefe.

    O resultado disso tudo é que a qualidade de vida do homem médio decaiu totalmente, enquanto a da mulher média subiu (aliás, elas subiram e pisaram na nossa cabeça).
    O homem médio hoje em dia vive uma realidade de escassez financeira e sexual, enquanto a mulher média vive uma vida de luxo e sexo desregrado até os 30-35 anos, que é quando vao atrás do Capitão Salva-Puta.
    Alem disso, ainda somos vistos como os machistas filhos da puta que se aproveitam da mulherada.

    I”diotas, pelo fato que não sabemos lidar com uma situação que nos é colocada, e só pra variar, como bons homens, reagimos com agressividade frente ao desconhecido.”

    Pois é, mas ao contrário do que o seu pensamento politicamente correto dá a entender, a agressividade natural dos homens frente a essa agressividade emocional das mulheres é perfeitamente justa e natural.
    Eu fico até preocupado quando os caras reagem pacificamente quando descobrem que sao usados.

    “O que elas querem, nesse caso específico, é: seja um otariozinho pra mim, ok? Ah, e vale a ida, vale a volta: homem falando isso tbm é ridículo.”

    Porque que é ridiculo? Porra, tudo o que o homem quer é dar uma trepada e ficar de boa. Isso é pedir muito?
    As mulheres já sentem prazer em nos usar, humilhar, tornar a nossa vida um inferno, cornear, mentir, dissimular,etc.

    Minha solução: nao seja mais bonzinho. Deixa a sua escrotice natural fluir e seja bem pior que elas.
    Depois que você pega o jeito isso passa a ser uma diversão sádica e, por incrível que pareça, a mulherada começa a te respeitar, pois mulher só respeita poder.

    Like

  • anarcoplayba says:

    Caralho. AGORA as coisas ficaram pesadas.

    Bom, Juremeiro, não existe nada de errado em dar uma trepada e ficar de boa. CONTANTO QUE a outra parte concorde, ou, pelo menos saiba desse fato.

    O que eu defendo é O Jogo, não joguinhos. Ninguém precisa enganar ninguém se todos tiverem coragem de defender seus pontos de vista abertamente, como estamos fazendo aqui, eu acho.

    Quanto à sua solução (“nao seja mais bonzinho. Deixa a sua escrotice natural fluir e seja bem pior que elas”) eu concordo com vc. O problema é que minha escrotice natural é bem menor que a sua. huahuahuahuahauhauauau

    Like

  • Juremeiro Preto says:

    “O que eu defendo é O Jogo, não joguinhos. Ninguém precisa enganar ninguém se todos tiverem coragem de defender seus pontos de vista abertamente, como estamos fazendo aqui, eu acho.”

    Hahahaha, isso aí só funciona com homem, rapaz. Isso porque quando um homem engana o outro ele é tido como traíra, desonrado, etc.
    Com mulher é diferente, pois elas nao tem honra. Seus valores morais mudam conforme suas emoções (por isso são amorais, pois sao completamente egoístas e totalmente incapazes de empatizar com seus parceiros homens).
    O que eu quero dizer é que mulher nunca vai ser sincera e honesta quanto aos seus motivos, e sempre fará joguinhos (com exceçao da sua mãe, avó, bisavó, etc hhehe).

    Diz aí, voce conhece mulher que nao faz joguinho? Não, e nem eu.
    Isso porque a manipulação e a mentira são suas armas naturais, tal como a força física e a racionalidade são para o homem.

    Like

  • sil s. says:

    Poxa, Juremeiro, te magoaram tanto assim?

    Like

  • AT says:

    Eu vou começar pelo fim:
    Juremeiro: “A manipulação e a mentira são armas naturais da mulher, tal como a força física e a racionalidade são para o homem”.
    Bom rapaz, eu entendo que a primeira parte é até verdade, mas a segunda não, e digo o por quê:
    Primeiro, é verdade, porque as mulheres são competidoras natas. Elas não nascem mentindo, as nascem competindo, e são doutrinadas a isso. São doutrinadas a tentar serem as mais bonitas (mesmo que não sejam), as mais inteligentes (mesmo que não sejam, isso vale para as loiras que tentam parecer inteligentes, mesmo sendo portas – Tarso, eu sei que conhecemos exatamente o exemplo que se encaixa), etc. Mulher é tão doutrinada a mentir que, para ela, fazer o peito “parecer menos caído”, fazer a boca “parecer mais vermelha”, e fazer-se “parecer alta”, quando na verdade ela é uma baixinha, pálida e de teta caída, é perfeitamente normal e aceitável. Quem nunca pegou uma “mulher kinder ovo”, que quando se tira a casca, se tem uma surpresa desagradável. E tem que comer mesmo assim, pq o homem não pode ter falha, não pode broxar, não pode chorar?
    O que o Tarso diz sobre O Jogo, talvez seja verdade, mas o que eu digo, é que isso assusta. Quando abri O Jogo com uma amiga (e já adianto a quem ler que isso aconteceu muito tempo antes da minha atual namorada) e ela disse “ok, eu também só quero trepar, não quero namorar! aliás, que tal amanhã de tarde?”, eu confesso que assustei. Mas comi.
    Enfim… onde eu quero chegar é que, para elas, chorar, mentir, competir e usar de subterfúgios para conseguir os objetivos é algo perfeitamente normal e aceito, e talvez seja por isso que o homem esteja tão “em segundo plano” na sociedade, porque fomos doutrinados para sermos “os bons moços”, e jogar limpo é a regra (e quando jogar sujo, apague todas as provas, mate quem viu, e faça tudo parecer certo para não estragar sua reputação de bom moço). O homem que não joga nessas regras, é mal visto. E todo mundo sabe disso.
    O que me leva à segunda parte da sua afirmação: não há nada de racional no homem. Pelo contrário, somos animais perfeitamente irracionais, a grande parte das vezes. Isso porque o que nos motiva nessa vida é uma coisa só: a buceta.
    Isso me levará à conclusão lógica de todo essa discussão: a buceta como centro do universo.
    O homem vai na academia, fica forte, se arruma, corta o cabelo, coloca uma roupa cara, e tudo para que? para tentar conquistar uma mulher e conseguir seu objetivo único: a buceta. E a mulher? Se arruma, faz a unha, o cabelo, etc, e para que? Para ser uma buceta mais agradável para um número maior de homens. Na verdade, o que a mulher quer, no fim das contas, é ser desejada, é se sentir capaz de conquistar quem ela quiser, na hora que ela quiser, esse é o verdadeiro prazer da mulher. O que ela não vê, na verdade, é que o homem não deseja ela mais do que a empregada que cheira a CC. O que ele deseja é a buceta.
    “Eu dou para idiotas” é, na verdade, uma afirmação de uma mulher que não entendeu ainda que homem, qualquer que seja (do padre Marcelo até o Rocco), se importa somente no número de bucetas com as quais terá no currículo quando se tornar velho.
    Mulheres, entendam: O Jogo, de Tarso, é somente uma forma de dizermos: PAREM DE SE FAZEREM DE BESTAS. A GENTE SABE QUE VOCÊS GOSTAM DE DAR TANTO QUANTO NÓS GOSTAMOS DE COMER. A GENTE SABE QUE O SEXO PARA VOCÊS É TÃO PRAZEROSO OU MAIS, O É PARA NÓS, ENTÃO PARA QUE TANTA HIPOCRISIA? PARA QUE NEGAR? PARA QUE ESSE PAPO TODO DE “ESTOU ESPERANDO A PESSOA CERTA” E DEPOIS DAR PARA O QUE MAIS LHE TRARÁ INTERESSE?
    Enfim… o que tenho a dizer, finalmente, é: mulher mente, nega e se faz de coitada. Homem mente, nega e dá risada.

    Like

  • anarcoplayba says:

    “O Jogo, de Tarso, é somente uma forma de dizermos: PAREM DE SE FAZEREM DE BESTAS. A GENTE SABE QUE VOCÊS GOSTAM DE DAR TANTO QUANTO NÓS GOSTAMOS DE COMER. A GENTE SABE QUE O SEXO PARA VOCÊS É TÃO PRAZEROSO OU MAIS, O É PARA NÓS, ENTÃO PARA QUE TANTA HIPOCRISIA? PARA QUE NEGAR? PARA QUE ESSE PAPO TODO DE “ESTOU ESPERANDO A PESSOA CERTA” E DEPOIS DAR PARA O QUE MAIS LHE TRARÁ INTERESSE?”

    Ahhhhhh… orgasmos múltiplos… eu queria tanto saber o que é isso…

    Like

  • Juremeiro Preto says:

    Galera, vocês estão errados num ponto fundamental, que é pensarem que a mulher gosta de sexo tanto quanto o homem.

    Pessoal, ISSO NAO É VERDADE!

    O que determina o desejo sexual no ser humano é a quantidade hormônios masculinos produzidos, especialmente a testosterona. Podem checar com qualquer médico!
    O que acontece é que nós homens produzimos umas 20 vezes mais testosterona que mulher, porra!

    É por isso que homem em geral faz qqer coisa pra comer buceta, e é também por isso que mulher prefere fazer compras a trepar, comer chocolate a trepar, fofocar com as amigas vadias a trepar, etc.

    Elas jogam com o desejo sexual masculino justamente porque o desejo sexual delas é BEM MENOR, e não porque elas são mais disciplinadas e controladas (que é a idéia errada que voces tem).

    Pra mulher sexo não é uma coisa genitalizada como é pra gente: elas gostam das emoções fortes de trair, de manipular, de se sentirem desejadas, etc. A meteção mesmo é secundária pra elas!

    Agora, façam um exercício de imaginaçao: eu sei que todo mundo aqui mora em SP, então se coloquem no lugar de uma mulher média, de 25 anos em Sao Paulo.
    Ela tem oferta sexual ilimitada de inumeros idiotas mais ricos, mais bonitos e mais legais que ela. Porque ela iria escolher o homem médio?

    É por isso que homem em sampa acaba pegando sempre mulher bem abaixo do seu nível, inclusive fisicamente. E é também por isso que tem tanto bicha (mídia pró homossexual + falta de parceiras).

    Agora eu vou detonar o Anarco, que, embora negue, ainda tem uma certa propensão a tratar as mulheres de uma forma moralmente correta.
    Filhão, ja foi estabelecido aqui que mulher é um ser amoral, ou seja, seus principios morais variam conforme as suas emoçoes (quer dizer, dependem do que é vantajoso para ela em certo momento).
    Sendo assim, não faz sentido tratar mulher com moralidade, nao ha porque ser bonzinhos com elas.
    Tem que comer o cu, gozar na boca e mandar engolir, e ainda por cima dar risada quando ela engasgar. Velho, tratar mulher de modo moralmente correto é que nem dar dinheiro para índio brasileiro de 1500: ele não sabe o que é, não dá valor e ainda vai te achar um otário por ficar trocando papelzinho pra pegar as coisas.

    Like

  • anarcoplayba says:

    Cara, eu jogo isso pro Imperativo Categórico Kantiano: O que é justo é justo e deve ser respeitado. Se vai dar certo ou não, eu não sei.

    Por enquanto, minha oferta tem demanda. Quando parar de ter, talvez eu mude meu approach da questão.

    Like

  • Ruiva says:

    A merda é quando a gente come(`boca` nós é que temos)um idiota de plantão a gente se arrepende porque o desgaçado normalmente sai contando vantagem pra todo mundo que passou a régua.
    Aí a gente se arrepende barbaridade, mas aí como já comeu mesmo… trata de ficar pianinha.
    A sorte aqui é se a foda foi boa aí, até fica melhor.
    A experiência feminina no geral informa que Normalmente NUNCA é bom: idiota d+, foda d -! Rs.
    ;0)

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Ela dá para Idiotas. at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: