Da Série: Coisas que eu tenho tanto orgulho de ter escrito que nem acredito que fui eu mesmo:

June 26, 2009 § 10 Comments

Fofa, uma outra vida é possível.

Dá pra se viver sem sofrer por essas coisas…

É só você transcender as pessoinhas que vivem ao seu redor.

Toda essa gente pequena que fica me-me-me, mi-mi-mi.

Seja grande. Seja forte. Seja quem cuida, não quem precisa de cuidado.

E se você conseguir… se você conseguir vencer a carência, a vontade de ter pessoas cuidando de você, você vai ver que as pessoas vão passar a te admirar. E te admirando, elas vão querer te agradar.

Vão cuidar de você não porque você precisa ou porque elas gostam de você, mas porque elas querem que você goste delas.

E aí, você vai estar no comando, porque quem manda não é aquele de quem as pessoas gostam, mas aquele que as pessoas querem que goste delas.

§ 10 Responses to Da Série: Coisas que eu tenho tanto orgulho de ter escrito que nem acredito que fui eu mesmo:

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Da Série: Coisas que eu tenho tanto orgulho de ter escrito que nem acredito que fui eu mesmo: at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: