A little less blog posting a little more ranting please.

September 8, 2009 § 5 Comments

Ok.

Para aqueles que sentiram minha falta, a fonte do meu lap definitivamente queimou.

A respeito disso eu gostaria de fazer o primeiro rant do dia: A MERDA da DELL se reserva ao direito de vender computadores diferentes ao redor do mundo e não disponibilizar peças.

Já existe um precedente do STJ afirmando que empresas que atuam mundialmente têm que oferecer peças para produtos comprados em outros países, mas como eu não estou com saco pra processar a dell, vou meramente comprar algo pirata.

Chupa, Dell, quero que você se foda com suas políticas de segmentação mercadológicas.

Eu poderia já ter comprado a fonte e a bateria no sábado, o problema é que eu acordei com a mãe de todas as ressacas, então resolvi ficar gemendo na cama enquanto eu me hidratava e desidratava.

E agora estou no Tocantins, a trabalho.

Bom, permitam-me resumir para vocês o que é o Brasil:

Repitam esse mantra: “Se você está no Brasil, não está em São Paulo e nem no Litoral, ou você está no mato, ou cê tá fudido, mano.”

E a próxima pessoa que me falar que isso é papo de “Paulista Alienado” eu mando pro Tocantins pra apanhar de jagunço.

Não, eu não apanhei, mas um cara que eu nem consegui conversar ainda tomou umas porradas com pau de tocar gado e, enquanto isso, eu tenho três ferros de marcar no meu carro.

Já andei com bastões de poliamida, facas e espadas. Mas ferro de marcar gado é a primeira vez.

Além disso, alguém pode, POR FAVOR me explicar porque essas MERDAS de cidades do MATO ou CÊ TÁ FUDIDO MANO não possuem a capacidade MÍNIMA de colocar PLACAS nas ruas?

Com todo o respeito cidadãos e prefeito da cidade de Palmas-TO: Eu estou CAGANDO e ANDANDO em CÍRCULOS pra sua PORRA de cidade planejada pelo simples fato de que eu quero que vocês ENFIEM no CU o plano piloto!

Coloquem merdas de PLACAS nas ruas!

Vocês ficam falando de incentivos, que as suas cidades são grandes, possuem estrutura, capacidade laboral… VOCÊS NÃO TÊM PLACAS NAS RUAS!

Eu não estou falando de universidades, ressonâncias magnéticas, nem de caixas eletrônicas.

Estou falando de placas, alguma coisa que os SUMÉRIOS  conseguima fazer com um gravetinho e barro! E eu SEI que vocês tem MUITO barro e gravetinhos pq eu fiquei QUARENTA MINUTOS ANDANDO DE CARRO NO BARRO E GRAVETINHOS.

Eu chego às duas da madrugada nessa MERDA de cidade e tenho que ficar RODANDO até achar a avenida correta!

Por sinal, alguém pode me explicar porque a avenida que corta a cidade NÃO divide a mesma em Norte e Sul?  E antes que me encham o saco: TAMBÉM não divide em Leste e Oeste!

Eu. Estou. Falando. Sério.

Existem quarteirões norte e sul SE INTERCALANDO!

ISSO não faz sentido!

E não vou nem comentar o fato de que a prefeitura CORTA a avenida principal da cidade no meio. Exato: a AVENIDA é INTERROMPIDA por causa da PREFEITURA, porque o IMBECIL do arquiteto achou que ia ser “Exótico”.

Isso é um ótimo símbolo arquitetônico pro Brasil: Você tem que dar uma volta GIGANTESCA no caminho que você queria fazer porque o Poder Público, que só te atrapalha, resolveu ficar PARADO no MEIO do CAMINHO e não te ajuda em nada na sua vida!

Arquitetos do mundo, ouçam-me: Niemeyer já existe um! Não precisamos de mais ninguém complicando a nossa vida porque “é bonito”.

Palmas para o Tocantins!

Agora, eu não quero falar mal só de cidades ou de pessoas em geral. Quero tocar em um elemento que, recentemente, eu vi dois grandes amigos meus repisarem e que SEMPRE me irrita profundamente.

Estou falando de coerência.

Quando eu digo coerência, eu me refiro à coerência entre seu discurso e seus atos. Talvez eu mude o termo que eu uso pra honra ou fidelidade, pra me adaptar algo que me ensinaram meses atrás.

Fidelidade não é algo a se devotar a alguém. Fidelidade é entre você e uma idéia. Se você defende uma idéia, ela faz parte de você e você faz parte dela.

Eu posso tolerar gente incoerente. Posso tolerar gente que tem dois pesos e duas medidas. Pessoas que acham que honra, coerência, fidelidade, ideais, são meramente palavras.

Mas não respeito nego assim. É bíblico: “Seja quente, seja frio, mas não seja morno que eu te vomito.”

Eu respeito muito mais um FILHODAPUTA  de um comunista que quer nivelar a humanidade por baixo; uma babaca feminista que ficou amarga porque alguém comeu e jogou fora; um yuppie escroto que não tem amigos, tem networking, aprendiz de merda de american psycho; um alternativo inseguro que quer ser diferente porque tem uma merda de sentimento de inferioridade; um bombadinho qualquer que se resume a um par de peitinhos na academia, uma gostosa alpinista social, ou qualquer outra merda de esterótipo que me deixa doente.

Mas eu respeito mais do que nego que fica fugindo do que fala, do que diz e do que sente.

Citando frase escrita anos atrás: Sua inteligência é sua lança, sua coerência é seu escudo.

Advertisements

§ 5 Responses to A little less blog posting a little more ranting please.

  • Rebs says:

    like your map!

    Like

  • Gabarra says:

    Coerência é um problema de referência cíclica.

    Compromissos estabelecem relações de poder. Seres humanos querem (ainda que secretamente) ser dominantes, ou seja que se comprometam com ele, mas que ele não tenha que se comprometer com nada. A grande ironia é que fidelidade a uma idéia é um compromisso consigo mesmo.

    Engraçado como isso pode parecer uma coisa negativa, possível de ser chamada de egoísta. Não. Diferente do que professam por aí, pensar em si mesmo antes, não é uma coisa ruim. Por outro lado, tentar agradar o tempo todo não só leva a incoerencias, mas demonstra um egoísmo muito grande de sempre quere a aprovação alheia.

    Um mundo civilizado seria mais fácil se mais pessoas fossem coerentes. Provavelmente a oposta seja verdadeira também.

    On a different matter, 2 coisas:
    -Existem lugares no litoral em que cê tá fudido, mano.
    -Rindo muito com as placas de tocantins.

    Like

  • […] que existe entre RJ e SP é bem explícita no caso do “bom dia Brasil”. Eu explico. Como disse meu amigo Paulo, com exceção da nossa teórica civilização paulista, o Brasil é dividido em litoral, mato e […]

    Like

  • […] a série: O plot é a história de Alice, uma guia de turismo da cidade de Palmas-TO, a alguns dias de se casar com seu namorado de quatro anos, que vai para São Paulo para o enterro […]

    Like

  • hexAddedy says:

    Hi!
    Do you wanna look good to your boyfriend or girlfriend? Or just see the health news?
    Im following this website on twitter, some days tell’s me good things to look good, details that make you diferent.

    Check it out:

    http://healthylovers.pt.vu/

    Have a nice day

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading A little less blog posting a little more ranting please. at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: