Cutelaria.

April 17, 2017 § 3 Comments

Uma coisa que eu sempre critico no Brasil é como nós não temos um mercado de hobbies desenvolvido. Eu acompanho alguns canais no youtube e me encanto como como o mercado nos EUA é aquecido. De pólvora para construir foguetes a armas de fogo, o americano médio tem acesso a materiais que permitem que ele realmente crie coisas novas e, ocasionalmente, perigosas.

Mas, se ocasionalmente alguém perde os dedos (algo ruim) isso estimula bastante o raciocínio e a capacidade de pensar. Fico triste pelos ocasionais manetas, mas, enquanto os dedos não forem os meus, é um preço baixo a se pagar para ter uma casta que tem como ideia de diversão fazer cerveja artesanal no quintal ao invés de sentar na frente da poltrona com uma cerveja vagabunda.

Eu, como alguns aqui sabem, estou me metendo a mexer na cutelaria. Um amigo meu define hobby como uma perda de tempo sistemática. Pessoalmente, eu gosto muito de pensar no hobby como o desenvolvimento de uma habilidade que pode ou não vir a ser útil na vida.

No meu caso, a cutelaria anda me ensinando muito a respeito de mim mesmo.

Minha primeira faca foi um aborto. Aos nove meses. Depois de dada a forma, preparado o cabo, tudo pronto, na hora da têmpera, a forja ficou quente demais e fundiu o aço. Isso me desanimou MUITO. Por um tempo eu cheguei a desistir. Mas a lição foi importante: não dá pra eu começar um projeto sem saber o que as ferramentas que eu tenho são capazes de fazer.

Esse final de semana eu comecei a segunda faca. Mais simples, mais direta. E me lembrei que meu avô sempre tinha uma oficina em casa. E ele sempre me deixou brincar com todas as ferramentas, exceto duas: o paquímetro e a ponteira de vídea (um metal muito duro e frágil usado para riscar o aço).

Hoje eu entendo porquê. Serrar, bater, furar, isso é fácil. A gente pensa que é muito trabalhoso, mas não é. Planejar é que é difícil. E o paquímetro e a ponteira de vídea são pra isso: medir e marcar.

É um pouco vergonhoso pra mim perceber que eu ainda sou meio tapado com o paquímetro. Me sinto meio desajeitado, sem muita habilidade. Usar o paquímetro não é só compreender o que é para ser feito. É conseguir fazer. Acho que esse é o significado da palavra “técnica” (ou me valendo do anglicismo skill) fazer a ponte entre o conhecimento e a realização.

Essa dificuldade em planejar a minha faca (essa é a segunda que eu começo a fazer sem nem elaborar um projeto) diz muito a respeito da minha dificuldade em planejar a minha vida. Eu resolvo problemas. Modéstia à parte, sou bom nisso. Me apresenta um desafio que eu encontro uma solução. Por vezes brilhante. Mas se eu sou bom em apagar incêndios, sou bem tapado em se tratando de projetar prédios.

Minhas facas são minhas criações. E toda criatura traz um pouco do seu criador. Minhas facas são minha vida: improvisadas, sem planejamento e dependentes exageradamente da minha habilidade e capacidade de resolver problemas.

Mas isso vai mudar.

Advertisements

§ 3 Responses to Cutelaria.

  • pmaat says:

    Concordo que o brasileiro realmente não tem um grande costume de hobbies pela sociedade como outras culturas. Entretanto, essa cultura existe, apenas não faz parte da cultura espalhada pelos grandes meios de comunicação. Agora com o advento de novas mídias essa realidade tem mudado ao meu ver, o que é bom. Afinal é melhor viver pelos hobbies que nosso emprego.

    No começo as coisas vão sair erradas mesmo, ainda bem. Se elas dessem certa de primeira não teria mais motivos de continuar. O melhor é encontrar seus erros, e continuar a tentar e aprimorar. E não se preocupe que quanto mais você procurar saber, mais erros e novas formas vai ver.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Cutelaria. at AnarcoBlog.

meta

%d bloggers like this: